Início / Notícias / Comunidade LGBT no Brasil contra Bolsonaro, ou será o contrário?

Comunidade LGBT no Brasil contra Bolsonaro, ou será o contrário?

Comunidade LGBT no Brasil contra Bolsonaro. Ou será o contrário?

A comunidade LGBT no Brasil está contra o possível futuro presidente Bolsonaro. Ou será que é o contrário?

Estas eleições têm sido marcadas por inúmeras polémicas, mas essencialmente por medo e repressão por parte desta comunidade enorme.

De acordo com informações prestadas e divulgadas pela comunidade, Bolsonaro criou um plano orçamental e governativo para o seu mandato em que ignora por completo os direitos da comunidade LGBT.

Não é segredo nenhum que Jair Bolsonaro é um crítico ferranho e um opositor declarado das práticas LGBT, e por esse motivo, esta comunidade não foi sequer incluída em qualquer tipo de direitos para o seu plano governamental.

Não são raros os casos de violência extrema e os atentados cruéis contra vários membros assumidos (ou não) da comunidade LGBT no Brasil. A morte por violência no Brasil é cada vez mais problemática, o que não é de espantar.

Muitos, estão inclusivamente a ponderar deixar o Brasil onde sempre moraram e emigrar para outros países onde possam viver a sua sexualidade de forma livre.

Inclusivamente, já recebemos alguns contactos de membros desta comunidade, que questionam como é ser gay em Portugal.

Isto acontece pois não existe grande possibilidade de os brasileiros pertencentes a esta comunidade verem as suas vidas melhorarem.

Na verdade, o que ocorre é exatamente o contrário. Cada vez mais, o medo invade as suas vidas, ficando complicado sair à rua e sentirem-se seguros.

Comunidade LGBT no Brasil – Um presidente homofóbico e transfóbico

Embora durante toda a sua campanha, Jair Bolsonaro tenha negado ter feito qualquer tipo de declaração prévia nesse sentido, a verdade é que estão a viralizar nas redes sociais vídeos que provam o contrário.

Em alguns deles é possível ouvir Bolsonaro a dizer que os pais, na altura em que percebem que um filho é gay ou tem transtorno de género, devem dizer “basta” e fazer uso da violência de forma a “reverter” esse processo.

Basicamente o possível futuro presidente do Brasil, julga ser possível a cura gay através da violência

Outra frase épica de Bolsonaro passa por declarar que seria incapaz de amar um filho que fosse homossexual, mas que sabia não ter esse problema porque os seus filhos foram bem educados!

Sim, é este o homem que milhões de brasileiros estão a ponderar eleger para governar o seu país! Um homem cuja preocupação, não alcança de todo as minorias éticas nem as diversidades!

Independentemente da eleição, a caixa de Pandora foi aberta

O pior desta situação é que mesmo que Bolsonaro não seja eleito, as suas tendências homofóbicas estão já a ter repercussões no país.

A comunidade LGBT no Brasil, já indicou que não tem medo e que apenas querem de certa forma ter voz ativa dentro do seu país. O Brasil sempre foi um país com tendências homofóbicas e isso não pode ser negado.

Contudo, antigamente as pessoas sentiam isso “dentro de casa”, mas, com esta tentativa de eleição de Bolsonaro, os seus apoiantes começaram a “sair do armário” e levaram a homofobia para a rua.

Os casos de agressões contra a comunidade LGBT no Brasil mais do que duplicaram nos últimos meses…

Os membros da comunidade LGBT no Brasil, temem cada vez mais pelas suas vidas. Além das ameaças físicas a que muitos estão sujeitos simplesmente porque são gays, surgiram agora atentados virtuais.

Bolsonaro lidera as últimas sondagens das presidenciais brasileiras com 28% das intenções de voto.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.